ÚLTIMAS NOTÍCIAS  
18/12/2018
 
..................................................
12/12/2018
 
..................................................
11/12/2018
 
..................................................
  NOTÍCIAS  
 LPD - Homenagem póstuma a Elias Molinari ...
 
Jogador Elias morre, em Blumenau.
O jogador foi diagnosticado com câncer de estômago, na metade deste ano.
O atleta estava internado, em Blumenau, há sete dias.
Publicado em 10/11/2018 - por Jornal de Pomerode / Esporte
O mundo do futebol regional está de luto. Por volta das 17h30min deste sábado, dia 10 de novembro, o jogador de futebol Elias Molinari, de 33 anos, faleceu, vítima de câncer no estômago. Ele estava internado, há sete dias, no Hospital Santa Catarina, em Blumenau. Elias foi diagnosticado com a doença durante a disputa da Copa Pomerode de Futebol, recebendo a solidariedade das equipes. Tanto que, no jogo final, todos os jogadores do Vera Cruz entraram em campo com a cabeça raspada, como forma de homenageá-lo.
Molinari era funcionário da Metalúrgica Iaga, em Testo Central. O velório será em Blumenau, no clube Canto do Rio, do bairro Progresso, a partir da meia noite de domingo.
O Jornal de Pomerode se solidariza com a dor de todos os familiares e amigos.
................
Zagueiro Elias perde a batalha para o câncer.

Publicado em 14/11/2018 - por Jornal de Pomerode / Esporte

Quando perdemos um ente querido, um vazio toma conta do nosso coração. Ainda mais, quando a pessoa em questão era querida por todos. Esse foi o caso de Elias Molinari, ou Elias, zagueiro do Vera Cruz, que nos deixou por volta das 17h30min de sábado, dia 10 de novembro, vítima de câncer no estômago. Ele estava internado no Hospital Santa Catarina, em Blumenau, havia sete dias, e deixa enlutados familiares, entre eles, a companheira, Natasha Karoline Hempkemeyer, e uma legião de amigos, que fez durante os anos em que foi jogador de futebol.
Molinari tinha 33 anos e fez a sua carreira em diversos clubes da região, como Metropolitano, Madureira, Águia, Alvorada, Moura, Loes, Atlético Itoupava e Canto do Rio (Blumenau), Botafogo e Polaquia (Indaial), além de Água Verde e Vera Cruz, de Pomerode, último clube do atleta.
Dentro do campo profissional, era funcionário da Metalúrgica Iaga, localizada em Testo Central.
O jogador foi diagnosticado com a doença durante a disputa da Copa Pomerode de Futebol, no mês de abril, tanto que sua última partida de campo foi diante do Floresta, no dia 25 de março. Assim que souberam da notícia, todas as equipes iniciaram um corrente de orações pela sua cura.
Na partida entre Vera Cruz e Água Verde, em 08 de abril, antes da volta do intervalo, o jogadores de ambas as equipes fizeram uma oração, no círculo central.
Já na grande final, realizada no dia 09 de junho, concidentemente entre Vera Cruz e Água Verde, todos os jogadores do cruzmaltino entraram em campo com a cabeça raspada, como forma de homenageá-lo.
“É gratificante, eu já estou com o pessoal há uns três anos, alguns eu conheço há mais de 10 anos, jogando futebol em Blumenau. A gente cria um vínculo muito grande, praticamente uma família, e nesses momentos em que precisamos desses amigos, eles estão por perto. Essa homenagem vale mais do que o título. Estou sem palavras”, disse o atleta, na época, ao fim da partida.
As diversas manifestações, principalmente, nas redes sociais, mostram o quanto Elias era querido no meio do esporte. O zagueiro Felipe Dávila, amigo e companheiro de equipe, diz que o seu legado é o de uma jornada de amor e dedicação pelo futebol.
“A bola era sua parceira nos fins de semana. O futebol o permitiu criar muitos laços de amizades verdadeiras, que, agora, sentem sua perda.
No campo pessoal, Elias pode ser descrito como uma pessoa honesta e cheia de princípios, que amava a família e amigos, e não media esforços para vê-los bem. Estava sempre de bem com a vida, apesar das dificuldades, e foi uma pessoa de muita fé. Sua namorada esteve ao seu lado durante todo o tratamento, sendo seu alicerce e sempre acreditando em sua cura. Sua perseverança a fez buscar todos os tratamentos possíveis, seja pela ciência ou pela fé. Éramos confidentes, saímos muito juntos, em casais, e morávamos perto um do outro. Perdi um irmão, não só na ‘bola’, mas na vida”, disse .
O velório foi realizado na Associação do Canto do Rio e seu sepultamento aconteceu no domingo, dia 11 de novembro, às 16h, no cemitério do Canto do Rio, em Blumenau.
O Jornal de Pomerode também se solidariza com a dor de todos os familiares e amigos de Elias Molinari.


Ler mais sobre esta notícia
 
Data: 17/11/2018
Fonte: LPD-JP
ANUNCIO