ÚLTIMAS NOTÍCIAS  
20/01/2018
 
..................................................
16/01/2018
 
..................................................
19/01/2018
 
..................................................
 
DIRETORIA :: LEIS
 
  REGULAMENTO TÉCNICO - Futebol 7 Society Masculino 2008
2ª. COPA: AACEP/FUNPEEL
     Troféu transitório Gilmar Knaesel
     COORDENAÇÃO: LPD
     
     1 – COMPETIÇÃO

     A competição é coordenada pela Liga Pomerodense de Desportos, com apoio da ACCEP/FUNPEEL.
     
     1.0 - Os jogos serão realizados nos campos definidos no Congresso Técnico e aprovados pela Funpeel, sendo: Recanto do Paio, Formigueiro, Associação Porath, Águia Verde, Vera Cruz ( Hermann Koch) e Floresta (Hermann Weege) no período de 20/09/2007 a 08/11/2008, aos sábados, com início previsto para o primeiro jogo às 15 horas, com tolerância de 15 minutos, somente para o primeiro jogo de cada rodada. O 2º Campeonato Municipal de Futebol Sete Society Masculino será disputado pelas regras internacionais do Futebol 7 Society, regidas pela Confederação Brasileira de Futebol 7 Society.
     ÚNICO: Em caso de suspensão de uma rodada, ou partida, por motivo qualquer; será marcada uma nova rodada ou partida em data disponível, sendo dado como prioridade os feriados existentes no período da competição (A coordenação da competição não irá cancelar nenhuma rodada, ficando a critério dos árbitros o adiamento eventual de alguma partida ou rodada).
     
      1.1- Para confirmação e efetivação da inscrição no 2º Campeonato Municipal de Futebol Sete Society Masculino, a equipe deverá apresentar a relação dos 17 atletas, datada e assinada pelo responsável de cada equipe).

     1.2 – Poderão participar do 2º Campeonato Municipal de Futebol Sete Society, somente pessoas:
     *Com vínculo empregatício ou residencial em Pomerode, desde o dia 1º de março de 2008.
     Todas as equipes entregarão até o dia 11 de setembro, quinta-feira, às 19:00 no protocolo da LPD a relação dos dezessete atletas, que disputarão o campeonato, e terão prazo até dia 18 de setembro para impugnar a participação de qualquer atleta. A partir dessa data a LPD não aceitará recurso, queixa ou reclamação, quanto à inscrição de atletas, estando todos aptos e homologados pela LPD.

     1.3 – Será vedada a participação no 2º Campeonato Municipal de Futebol Sete Society Masculino, pessoas que:

     * Que jogaram o campeonato regional adulto pela LPD em 2008.
     * Poderão participar, somente três atletas, por equipe, que jogaram a categoria aspirante pelo campeonato regional da LPD em 2008.

     - 01 -

     
     2 - CONGRESSO TÉCNICO
     
     2.1– O congresso técnico e outras reuniões técnicas serão realizadas na sede da LPD em data e horário previamente comunicadas a cada equipe, à qual deverá credenciar 01 (um) representante, perante à Comissão Organizadora.

     2.2 – Cada equipe receberá o regulamento e a tabela do certame, em data e horário a ser definido pela LPD, estando assim devidamente informado de tudo o que se relaciona com o presente campeonato, sendo que este representante assinará o recebimento do regulamento.
     
     3 - UNIFORME
     
     3.1– As equipes deverão estar completamente uniformizadas para poder participar da partida. Compreende-se por uniforme completo: camisa numerada, calção (numerado ou não) Se numerado este deverá possuir o mesmo número da camisa, meias da mesma cor, caneleiras (obrigatório) e tênis ou chuteira para futebol 7 society.
     
     3.2 – Ficam terminantemente proibidas chuteiras de travas (mesmo que as travas sejam retiradas).
     
     3.3 – O capitão da equipe deverá estar obrigatoriamente identificado com a faixa de capitão (braçadeira).
     
     3.4 – Estará impedido de participar da partida o jogador sem uniforme
     completo. Todos os participantes, inclusive no banco de reservas devem estar uniformizados, com exceção do técnico, massagista, preparador físico (identificado com CREF) e médico (identificado com CRM).
     Único: Os membros da comissão técnica não poderão usar: Short, Camisa regata e calçado aberto (Chinelo).
     
     3.5 – Em caso das equipes estarem com a camisa da mesma cor, o mandatário do jogo é a equipe que estiver do lado esquerdo da tabela e a mesma deverá providenciar a troca do uniforme.
     
     3.6 – Um atleta não poderá usar nada que seja perigoso para os demais, ficando a critério do árbitro vetar qualquer objeto que não pertença ao uniforme de jogo (brinco, pulseira, piercing, etc.).
     
     3.7 – A responsabilidade do uso correto do uniforme será do técnico e do capitão da equipe com fiscalização do árbitro e mesário.
     
     4 – COMPOSIÇÃO DAS EQUIPES
     
     4.1 – As partidas serão disputadas por equipes compostas por 07 (sete) jogadores, um dos quais obrigatoriamente será o goleiro. O número máximo de jogadores inscritos por equipe é 17 (dezessete).
     
     - 02 -
     4.2 – A equipe não poderá iniciar a partida com o número inferior a 07 (sete) jogadores. Em caso de não haver quantidade mínima exigida para o início da partida será considerado W.O.

     4.3 – Se em qualquer momento do jogo uma equipe ficar com menor número de jogadores que o exigido 04 (quatro), seja por expulsão, contusão de atleta, cumprimento de penalidade, a partida deverá ser encerrada e considerada vencedora a equipe adversária. Nunca uma equipe infratora poderá ser privilegiada por um WO. A equipe não infratora sempre alcançará seu objetivo nesse caso.
     
     4.4 – Em caso de uma partida paralisada por qualquer motivo, somente será considerada válida a partir do momento em que ¾ (12 minutos e 31 segundos do 2º tempo), já estiverem sidos realizados e será dada a partida como encerrada.
     
     4.5 – A equipe que tiver o número mínimo exigido para iniciar uma partida,
     estiver em campo e recusar-se a jogar será considerado W.O. A equipe, bem como os jogadores, estará sujeita ainda às penalidades previstas no Código
     Disciplinar.

     4.6 – A equipe que deixar de disputar uma partida, sem justa causa, perderá
     os pontos em disputa a favor do adversário na forma do regulamento (placar fica 3x0), e ficará proibida de participar nos campeonatos de 2009 e 2010.
     A justificativa deverá ser por escrito e protocolada na LPD na segunda-feira até 17:00, à qual será analisada pela Comissão Organizadora, que proferirá seu parecer. Se uma equipe for eliminada da competição, todos os seus resultados obtidos serão anulados, a não ser que seja após uma fase já encerrada.

     4.7 – Não serão aceitas inscrições fora do prazo pré-estabelecido.
     
     5– SUBSTITUIÇÕES

     5.1 – O número de substituições é livre e volante, e ficam a critério do técnico e/ou capitão quando for o caso.
     
     5.2 – As substituições “deverão” ser efetivadas dentro da área de substituição próxima à mesa do delegado (cinco metros demarcados por duas linhas paralelas). O atleta que será substituído, somente poderá sair do campo por esta área, bem como, o substituto entrar pela mesma e com autorização do mesário.
     ÚNICO: Somente será aceita a substituição fora desta área, se o atleta estiver lesionado e não poderá deslocar-se até o local específico, com a autorização do árbitro principal.
     
     5.3 – As substituições efetuadas no intervalo do jogo deverão ser informadas ao mesário, antes do início do 2º tempo pelos jogadores a serem substituídos; devendo sua entrada em campo ser defronte ao mesmo.
     
     - 03 -
     6 – FALTAS E PENALIZAÇÕES
     

     6.1 – Após a 7ª falta coletiva por equipe, será cobrado tiro penal, conforme marca no campo de jogo do time infrator (marca do pênalti). No término do primeiro tempo as faltas serão zeradas.

     6.2 – Todas as faltas serão cobradas em tiro livre.
     
     6.3 – Todos os atos que venham a ser praticados dentro e fora de campo, uniformizado ou não, no decurso da competição, e que venham a tornarem-se inconvenientes, serão julgados, ficando seus autores sujeitos às penalidades previstas neste Regulamento, desde que sejam relatados em Súmula pelo mesário, árbitro ou Comissão Organizadora. A arbitragem, que porventura for agredida fisicamente durante, ou após o seu término, deverá registrar em súmula e fazer seu relatório, e logo procurar fazer laudo médico, e registrar queixa junto aos órgãos competentes. O dirigente, membro da comissão técnica ou atleta que praticar agressão física contra árbitro ou seus auxiliares no referido evento esportivo, ficará impedido de disputar o campeonato em 2009 e 2010, além do agressor ser processado e julgado na forma da lei.
     
     6.4 – As penalidades de competência da Comissão Disciplinar terão a seguinte graduação:
     o SUSPENSÃO DE JOGOS;
     o ELIMINAÇÃO DO CAMPEONATO.
     o AVALIAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO EM PRÓXIMAS COMPETIÇÕES
     ORGANIZADAS PELA LPD.
     
     6.5 – Os membros da comissão técnica ou atletas, que estiverem cumprindo pena, e que participarem de uma partida alegando desconhecimento da punição, serão eliminados da competição, e a equipe perderá 06 (seis) pontos.
     
     7 – CARTÕES

     AMARELO

     7.1 – CARTÃO AMARELO - O atleta advertido só poderá retornar à partida, ou ser substituído, após 02 (dois) minutos CRONOMETRADOS de BOLA EM JOGO, permanecendo no banco de reservas até ser informado de seu retorno e receber autorização do árbitro.

     7.1.1 – 03 (três) cartões amarelos suspendem automaticamente o atleta da próxima partida.

     7.1.2 – Cartões amarelos recebidos na 1ª fase não serão eliminados (zerados) para a fase seguinte.

     
     - 04 -
     AZUL

     7.2 - CARTÃO AZUL - O atleta estará desqualificado da partida, não podendo retornar ao campo e nem permanecer no banco de reservas, podendo ser substituído após 02 (dois) minutos CRONOMETRADOS de BOLA EM JOGO, devendo o seu substituto permanecer no banco de reservas até que seja informado do final da punição e receber autorização do árbitro para entrar em campo.

     7.2.1 - 02 (dois) cartões azuis suspendem automaticamente o atleta da próxima partida.

     7.2.2 – No caso de um atleta ser punido com o terceiro cartão amarelo e posteriormente, com o segundo cartão azul, na mesma partida, cumprirá duas partidas de suspensão, uma partida pela série de três cartões amarelos e mais uma partida pela série de dois cartões azuis.

     VERMELHO

     7.3 - CARTÃO VERMELHO - O atleta estará expulso do jogo, devendo retirar-se do campo e não poderá ser substituído.

     7.3.1 - O atleta cumprindo a punição por cartão amarelo no banco de reservas, se expulso, poderá ser substituído.

     7.3.2 - O atleta, quando expulso no intervalo da partida, poderá ser substituído.

     7.3.3 - O atleta que reincidir em infração passível de punição por cartão disciplinar, quando já advertido, deverá ser expulso do campo de jogo.

     7.3.4 - Aos componentes do banco de reservas serão aplicados os seguintes cartões disciplinares: AMARELO para advertência e VERMELHO para expulsão.

     7.3.5 – A cada cartão vermelho recebido o atleta terá que cumprir 01 (Um) jogo de suspensão automática e será denunciado ou não para a Comissão Disciplinar.

     Único: Todos os cartões deverão constar em súmula como infração individual e coletiva até a 7ª infração. Caso ocorra a punição de outros cartões provenientes da mesma infração, prevalecerá a marcação do 1º cartão.

     7.3.6 – O controle da contagem do número de cartões amarelos, azuis e vermelhos recebidos pelo atleta é da exclusiva responsabilidade da associação disputante da competição.

     
     - 05 -

     
     8 – COMISSÃO DISCIPLINAR
     
     8.1 – A Comissão Disciplinar será composta pelo Vice – Presidente da LPD
     ( Rolf Weh), pelo representante dos árbitros da LPD (George Kielwagen), pelo Superintendente da Funpeel (Alcides Hackbarth), pelo representante da AACEP( Ivan Koch) e pelo representante dos Delegados da LPD (Marcos Küster), com a finalidade de analisar os relatórios e as súmulas das partidas que tiverem alguma anormalidade anotada pelo árbitro, capitão ou comissão técnica.
     
     8.2 – Estão sujeitos às penalidades do Código Brasileiro de Justiça Desportiva todos os dirigentes, comissão técnica e atletas inscritos no 2º Campeonato Municipal de Futebol Sete Society Masculino.
     8.3 – A Comissão Disciplinar se reunirá, sempre que necessário, em data a ser marcada pela LPD, em conformidade com o CBJD.
     
     9 – ARBITRAGEM
     
     9.1 – A arbitragem do certame será de responsabilidade da LIGA POMERODENSE DE DESPORTOS, cabendo a mesma escalar os árbitros e representantes para as partidas da competição.
     Único: Serão escalados, preferencialmente, os árbitros e representantes que participaram de avaliação do Curso de Arbitragem de Futebol 7 Society.
     
     9.2 – O Representante é responsável pela marcação das faltas coletivas, assim como o placar do jogo e a cronometragem dos cartões.

     10 – GERAL
     
     10.1 – Cada partida terá duração de 50 (cinqüenta) minutos, divididos em dois tempos de 25 (vinte e cinco) minutos com intervalo de 10 (dez) minutos entre eles.
     
     10.2 – Os jogadores, técnicos, médicos e massagistas deverão apresentar carteira de identificação antes do início da partida. Fica a cargo do capitão da equipe entregar as mesmas ao mesário 15 (quinze) minutos antes do jogo e no fim solicitar a sua devolução. Para facilitar o trabalho do mesário e conseqüente inicio de jogo, as equipes deverão entregar a lista dos seus atletas e sua numeração ao mesário 15 (quinze) minutos antes de cada jogo, em folhas oficias que serão providenciadas pelo Departamento Técnico da LPD.
     ÚNICO: Serão aceitos como carteira de identificação: RG, Carteira de Motorista (modelo novo), Carteira de Trabalho e Passaporte, Carteira da LPD, Certificado de Reservista, todos estes, somente documentos originais e com foto. A não apresentação dos documentos descritos, veda a participação do atleta no jogo. Caso ainda participe do jogo, o time do mesmo perderá 06 (seis) pontos.
     

     - 06 -
     10.3 – Após cada julgamento, as decisões das punições impostas pela Comissão Disciplinar ficarão à disposição de todos os representantes das equipes na LPD, e servirá para a confirmação e cumprimento das penas, bem como para conhecimento e ciência das demais equipes.
     
     10.4 – Não será de responsabilidade da coordenação avisar a equipe, bem como o atleta da (s) punição (ões), devendo o mesmo tomar conhecimento na sessão de julgamento ou através do Representante da equipe.
     
     10.5 – O aquecimento não poderá de forma alguma atrasar o início da partida.

     11 – FORMA DE DISPUTA
     
     11.1 – O 2º Campeonato Municipal de Futebol Sete Society Masculino será disputado em quatro fases.
     
     11.2 - PRIMEIRA FASE

     Denominada de turno único classificatório. Será disputado por todas as equipes devidamente inscritas nessa Competição. As equipes estarão divididas em 04 (quatro) grupos com 4 equipes em cada grupo, totalizando dezesseis equipes, onde as equipes jogam entre si dentro Grupo.
     Nesta fase os jogos serão disputados em 04 (quatro) campos, sendo 02 (dois) jogos em cada campo.
     Classificam-se para a segunda fase as 2 (duas) equipes com a melhor pontuação em cada grupo. (Critérios de desempate).
     A comissão Organizadora poderá alterar o número de jogos por campo e o horário, se houver necessidade de adaptar a tabela de jogos com outros eventos.

     11.3 - SEGUNDA FASE

     Será composta por oito equipes classificadas na primeira fase, da seguinte forma:
     1º A x 2º C e o 1º B x 2º D.
     1º C x 2º A e o 1º D x 2º B.
     Os primeiros colocados de cada grupo jogam pelo empate.
     O horário para o início do primeiro jogo será às 15 horas, com tolerância de 15 (quinze) minutos, somente para o primeiro jogo de cada rodada.

     11.4 - TERCEIRA FASE:

     Denominada de SEMIFINAL,com dois jogos no campo do melhor índice técnico, da forma que está definido na tabela da competição, conforme segue:
      Vencedores x Vencedores (fase anterior)
     As equipes com a melhor pontuação (índice técnico) jogam pelo empate.
     Essas disputas serão realizadas em 01 (uma) partida, onde a equipe de melhor campanha (Classificação geral do turno único classificatório entre as equipes) fará a partida em casa e joga pelo empate.
     - 07 -
     O mandatário da rodada ficará responsável pelo pagamento de dois seguranças de empresas certificadas para tal finalidade, contratados para esses jogos.
     O horário para o início do primeiro jogo será às 15 horas, com tolerância de 15 (quinze) minutos.

     11.5 - QUARTA-FASE

     Denominada de fase FINAL, onde acontecem as disputas pelo terceiro lugar, com os perdedores da fase anterior e pelo primeiro lugar entre os vencedores da fase anterior.
     O horário para o início do primeiro jogo será às 15 horas com tolerância de 15 (quinze) minutos somente para o primeiro jogo.
     As equipes jogam na seguinte seqüência nessa fase:
     1º Jogo – disputa do terceiro e quarto lugar.
     Perdedores x Perdedores (fase anterior).
     2º Jogo – disputa do primeiro e segundo lugar.
     Vencedores x Vencedores (fase anterior).

     CRITÉRIOS DE DESEMPATE DA PRIMEIRA E SEGUNDA FASE

     11.7 – A pontuação das partidas ficará assim distribuída:
     03 PONTOS – VITÓRIA.
     01 PONTO – EMPATE.
     00 PONTO – DERROTA.
     
     11.8 – Em caso de empate entre DUAS EQUIPES dentro na fase classificatória o critério a ser usado para desempate será:
     1) Confronto Direto
     2) Maior número de vitórias;
     3) Menor número de gols sofridos;
     4) Maior número de gols marcados;
     5) Saldo de gols;
     6) Menor número de cartões disciplinares (tendo como peso: Amarelo=01 / Azul =03 / Vermelho=05);
     7) Sorteio público.
     
     11.9 - Entre TRÊS OU MAIS EQUIPES:
     1) Maior número de vitórias;
     2) Menor número de gols sofridos;
     3) Maior número de gols marcados;
     4) Saldo de gols;
     5) Menor número de cartões vermelhos;
     6) Menor número de cartões amarelos;
     7) Sorteio público.
     
     11.10 – Receberão premiação no final do 2º Campeonato Municipal de Futebol Sete Society masculino:
     1) Troféu para artilheiro,
     - 08 -
     2) Troféu para goleiro (defesa) menos vazado;
     3) 20 Medalhas aos atletas até o quarto lugar;
     4) Troféu para a equipe campeã, vice-campeã e 3º colocada .
     O goleiro menos vazado será da equipe que tiver a defesa menos vazada (média).
     5) Troféu transitório, denominado Gilmar Knaesel, (sendo que este terá que ser devolvido 01 mês antes do início da próxima competição (2009) e assinar o recebimento do mesmo com um termo de compromisso).
     6) Troféu disciplina, para a equipe mais disciplinada.
     7) Medalha Atleta revelação.
     8) Medalha atleta sênior.

     11.11 – Caso alguma equipe não tiver mais chances de classificação na primeira fase e decidir não participar de uma ou mais rodadas, todos os integrantes da equipe estarão automaticamente suspensos do 3º CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SETE SOCIETY MASCULINO a ser realizado em 2009.
     ÚNICO: Em caso de algum integrante da equipe suspensa comparecer ao local da partida uniformizado, o mesmo não deverá ser penalizado. (Desde que o mesmo se justifique com a Comissão Organizadora)
     
     12 – RESPONSABILIDADES DOS MANDATÁRIOS

     12.1 – A equipe mandatária terá responsabilidade de:
     1) Marcar o campo de jogo, colocação das redes e outros cuidados, para que haja condições normais para a disputa de uma partida;
     2) Disponibilizar os gandulas (Mínimo de 02);
     3) Providenciar água mineral para representantes da LPD;
     4) Disponibilizar 02 (dois) seguranças à disposição da Comissão Organizadora e integrantes da LPD. (Assinar termo conforme modelo anexo).
     Na semifinal e final deverão ser contratados dois seguranças de empresas certificadas, para tal finalidade, contratados e pagos pelo mandatário.
     5) Providenciar 01 bola em condições de jogo. (Aprovada pelo árbitro da partida)
     Obs: A bola oficial do campeonato é a PENALTY Society.

     13 – DISPOSIÇÕES FINAIS

     13.1 – Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora, baseados no CBJD e nas Normas Orgânicas do Futebol Brasileiro.

     13.2 – As normas não descritas neste regulamento serão obedecidas, conforme critérios estabelecidos pela CBF7S (Confederação Brasileira de Futebol 7 Society)
     

     - 09 -

     
     1.3.3 – É terminantemente proibida a venda de bebidas, que não estejam acondicionadas em vasilhames de plástico ou papelão para uso ao redor do campo de jogo, nos dias de jogos, sendo a diretoria da equipe mandatária responsável pelo cumprimento deste artigo.

     1.3.4 – A equipe mandatária das partidas será responsável e deverá tomar todas as providências cabíveis para prevenir e reprimir desordens em sua praça de esportes,visando a segurança dos espectadores, dirigentes, técnicos, atletas e outras pessoas presentes ao evento.

     1.3.5 – O Departamento Técnico da LPD expedirá nota oficial ou resolução para a boa e fiel execução do regulamento geral, técnico e disciplinar.

     1.3.6 – O presente regulamento foi aprovado na reunião técnica do dia 3 de setembro, com a participação dos representantes das dezesseis equipes.

     Pomerode, SETEMBRO de 2008.
     De acordo:
     01. Águia Verde – Wilson Lunge – 3387 – 3656
     02. Vale do Selke Pequeno – Fernando Fidélis – 3387 – 4769
     03. Vale do Selke Grande – Marcos Glau – 3387 – 6425
     04. Pomerode Fundos – Thiago Nicolodelli – 3387 – 2198
     05. Delápios – Maicon Bittelbrun – 3395 – 0316 ou 9133 – 2038
     06. Cruzeiro – Marcelo Jandre – 3387 – 5002 ou 8405 – 5159
     07. Atlético Wunderwald – Nilton Müller – 3387 – 44 69
     08. Buregas – Eurides Baehr – 3387 – 1753
     09. Regas – Giovani Alves - 3395-0434 (Márcio) ou 3395-0338 (Arnaldo)
     10. Recanto do Paio – Cristian Radtke – 3395 - 1189
     11. Grêmio Wunderwald – Mário Karling – 3387 – 3123
     12. Caxias – Marcos Duwe – 3387 – 4234
     13. Formigueiro – Marcos Wolfart – 3395 – 1204
     14. Dinossauro – Ivo Brehmer –9977-6831-ivo.brh@terra.com.br
     15. Olímpia – Antônio Luís Thiel – 3395 – 0698
     16. Renascer – Laudecir de Alcantis – 9192 - 2648

     Depto. Técnico LPD.
     Qualquer dúvida:

     ligapomerodense@terra.com.br
     www.ligapomerodense.com.br

     Fone: 3387 – 0640, à tarde.
      3387- 3756 – Rolf Weh
     Fax: 3387 – 6943

     Marcos Küster – 47 - 9963-9706 (horário comercial)
      3387-3603 (residencial)
     marcos-kuster@fluipress.com.br
     


29/09/2008

Presidência
 
Diretoria
 
Agenda
 
ANUNCIO